Jogo Maldito

1 1 1 1 1 Rating 5.00 (1 Vote)


Para compartilhar nas redes sociais, clique aqui:

NUNCA BRIQUE COM QUEM ESTÁ QUIETO...
Numa noite de lua cheia, cinco amigos caminhavam sobre a rua silenciosa de Bloodstone, eles estavam voltando de uma festinha e jogavam conversa fora. A noite estava mais fria o vento gelado soprava levando algumas folhas secas no meio do caminho...
― ai Jack vamos parar preciso de cigarros. Comenta Daniel o mais "vida louca" do grupo
― para com isso cara, cigarro dá câncer! Matt fala, ele a principio dos demais é o cabeça no lugar, ou um pouco.
Os mesmos se encostam sobre um muro, Daniel acende seu cigarro e Jack pega algumas cervejas que trouxe da festa.
―ai pessoal qual vai ser o programa pra amanhã, eu não sei vocês, mais não pretendo passar o dia todo naquela maldita escola aturando meus velhos moerem nos meus ouvidinhos! Bianca fala pegando o cigarro da mão de Daniel
― a gente pode fazer uma maratona de filmes o que acham? Matt dá sua opinião
― não, precisa ser uma coisa mais radical. Sarah a baixinha do grupo fala toda animada, arriscar a vida é com ela mesmo!
Jack que ouvia todos falarem asneira, levanta de onde estava agachado
― esqueçam coisas radicais ou filmes chatos, eu sei de uma brincadeira que fará vocês arrepiarem cada pelo do corpo. Todos o olham curiosos ― por acaso já ouviram falar no jogo do copo, ouija, jogo do compasso sabe como é?
― não eu realmente não gosto de brincar com isso melhor esquecer essa bobeira! Matt se recusa a ouvi-lo
― eu acho legal. Daniel concorda sem dar muita trela
― ok, quero votação quem acha que devemos assistir filmes com Matt levanta a mão
Obviamente apenas Matt se candidatou, Jack sorri
― muito bem, pelo visto eu ganhei Matt, se você quiser pode participar, mais sua namoradinha vai estar junto tenho certeza! Bianca namora Matt, um casal totalmente oposto ― por sorte eu tenho o tabuleiro ouija, e amanhã nos encontraremos na escola, na antiga sala dos zeladores aquela que está abandonada.
Todos concordaram, continuaram caminhando até suas casas. Pela manhã todos se encontraram na escola, obviamente iriam matar aula só por causa do jogo. Jack chega com sua tabua ouija e todos a admiram, parecendo gostarem da armadilha mortal, porém, Matt não estava tão feliz em jogar, ele só aceitou participar por causa de Bianca
Com a tabua em mãos eles seguiram para a velha sala dos zeladores que se encontra abandonada devido a reformas nunca terminadas. Os mesmos sentam sobre o chão colocando a tabua ouija no meio deles. Os cinco formam um circulo em volta da tabua e Jack manda que todos coloquem a mão sobre o ponteiro, e Jack como vai fazer as perguntas coloca os dedos sobre a prancheta, o ponteiro aponta para o "G"
Jack olha para todos com um sorriso maldoso, e gira a prancheta lentamente em círculos!
― muito bem, para a abertura começamos com uma oração! Eles começam a fazer um ritual de abertura seguindo os passos de Jack. ― tem algum espírito aqui? Jack fala em tom de ironia
De repente o ponteiro se move assustando a todos em especial Matt
― hahaha, viram a cara de vocês! Daniel fala sendo engraçadinho e Sarah bate em seu ombro
― idiota isso não tem graça!
Todos se concentraram novamente e Jack pergunta se há alguém na sala de repente as luzes começam a piscar e o ponteiro movesse para a palavra "SIM"
― muito bem Daniel já disse para parar! Sarah o alerta mais uma vez
― dessa vez eu não tive nada haver com isso juro!
― como você se chama? Jack pergunta e o ponteiro demora um pouco a responder mais logo começa a girar para as letras "P,A,I,N" todos estranharam esse nome, " significa dor" mais Jack não foi capaz de perguntar o porque desse nome, porém, Daniel não estava muito preocupado
― e porque se chama dor?
― seu imbecil não pergunte essas coisas. Jack reclama batendo nele de repente as luzes voltam a piscar rapidamente, o som dos curtos circuitos estava apavorante e um vento gelado ecoou sobre a sala, dava pra se ouvir uns gemidos aterrorizante, todos tentaram levantar mais suas mãos pareciam estar coladas a maldita tabua ouija, o pânico tomou conta de todos até as luzes se apagarem definitivamente. A escuridão reinava e o silencio amedrontador se formou, apenas se ouvia alguns choros de Sarah e as respirações fortes dos amigos...
De repente as luzes se acenderam e o pior aconteceu...Matt havia sumido
―Matttttt! Grita Bianca com muito medo. Todos conseguiram soltar a tabua e ficaram de pé olhando todo o pequeno quarto em que estavam, Matt simplesmente evaporou do lugar. De repente Bianca senti um pingo cair em seu ombro, quando ela passa sua mão sobre o molhado, ela descobre ser sangue, e levanta seu olhar lentamente para o teto, a moça solta um grito desespero e horror ao ver Matt sobre o teto com um profundo corte sobre o braço segurando uma faca em mãos, seus olhos estavam totalmente negros e sua face estava macabra algo de outro mundo.
De repente ele pula lá de cima caindo de pé sobre o chão e liberando uma risada sinistra de canto a canto da boca, todos estão assustados
Ele passa a língua sobre a faca ensangüentada ― adolescentes, sempre disposto a adrenalina, deveria ter ouvido o amigo de vocês, é muito perigoso brincar com quem está quieto. Sua voz sai grossa e sobrenatural
― por favor deixe o Matt em paz! Bianca implora mesmo com muito medo
O monstro que agora está de posse do corpo de Matt rir ironicamente a assustadoramente
― SUA VACA! ELE NÃO ESTÁ MAIS ENTRE OS VIVOS, EU VOU FAZER O FAVOR DE AMENIZAR SUA DOR!!! Ele passa a faca sobre o pescoço de Matt caindo no chão. Bianca entre em total desespero, tenta correr em direção do corpo sem vida do namorado, mais os amigos a puxam para fora da sala esquecendo de fazer o ritual de saída
Todos estão em choque
[...]
Mais tarde... Naquele mesmo dia, os amigos foram ao funeral de Matt, todos estavam assustados, e tentavam esquecer o ocorrido. Bianca estava em choque, ela se trancou em seu quarto e não queria mais contato com ninguém, e o resto tentavam esquecer a cena horrível que presenciaram. No outro dia, todos estavam sentados no pátio da escola, em um silencio absoluto até Sarah quebrar o silencio
― eu...Eu ainda me sinto mal por ontem, eu me sinto acuada, eu não to bem. Ela transborda angustia e medo
― tenta esquecer, não podemos deixar que isso se torne mais forte que nos! Jack fala, ele se demonstrou interesse na mais nova
Bianca estava com eles, ela não fala nada apenas fica calada!
― deveríamos voltar lá e termino o que começamos! Ela diz e todos a olham surpresos com suas palavras sem cabimento
― ficou maluca? Sarah a questiona
― o que você acha Sarah? Aquele sei lá o que, ele está por ai, ele não desistiu, ele já pegou o Matt e agora virá atrás de nos se não terminarmos com isso o portal ainda está aberto entre nosso mundo e o dele, não fizemos o maldito ritual! Ela diz nervosa
Todos se calam, o sinal toca e todos saem sem concordar com ela.
Quando anoiteceu, todos marcaram de ficar juntos para terem mais segurança.
Estavam na casa de Bianca, já que seus pais viajaram foi uma ótima oportunidade! Eles resolveram assistir a filmes, bem acho que bem tarde! Quando o sono chegou todos decidiram dormir, fizeram algumas camas com lençóis na sala mesmo, eles não queriam se separar, e dormiram ali mesmo. Pela noite Sarah acorda com um barulho vindo da cozinha, ela vê todos dormindo menos Bianca, ela decidi esquecer pensa que a amiga saiu para tomar água ou fazer outra coisa. Ela tenta dormir novamente mais alguma coisa a desperta novamente, um som de uma torneira pingando bem forte a chama atenção, ela senta e olho em volta da sala, a mesma vai ate a cozinha e nada de estranho ver, porem, o som de pingos de torneira continua e cada vez mais forte, ela percebe que o barulho vem do quarto de Bianca, lentamente ela sobe as escadas de pé descalços mesmo. Ao chegar ao corredor que leva aos quartos da casa, ela se depara com uma enorme poça de água vindo do quarto de Bianca, vagarosamente ela vai até a porta e pega na maçaneta da porta girando com cautela, quando ela abre percebe que o quarto da amiga está encharcado de água
― Bianca! Ela chama a amiga, mais ninguém responde. Ela caminha até a porta do banheiro, e quando abre a porta, grita colocando a mão na boca, seus olhos se arregalam de pânico ao verem Bianca pendurada pelo pescoço a banheira estava coberta de água. Os olhos da garota estavam vermelhos de sangue e sua face era de terror sua boca aberta e sua face refletia medo, muito medo mesmo!
Com o grito de Sarah todos correram e também viram a cena chocante
...
Depois de uma semana, todos estavam sexta feira a noite em frente a escola, estavam decididos a acabarem com isso de uma vez mandando esse espírito para o inferno de onde saiu. Eles foram até a sala e pegaram a tabua ouija e formaram novamente um circulo, apesar de bem apreensivos não deixaram abater eles queriam se livrar logo disso.
Jack fez as perguntas novamente:
― tem alguém nessa sala conosco?
O ponteiro move-se para a palavra " SIM "
Sarah está tremula e Daniel tenta acalmá-la
― o que você quer de NOS??? Daniel ao auge de sua indignação grita
O ponteiro novamente gira para a palavra "A,P,E,N,A,S,B,R,I,N,C,A,R"
De repente as coisas de limpeza começam a cair sozinhas
― não podemos deixar isso nos amedrontar vamos terminar o que começamos! Jack fala e todos começam a fazer o ritual de passagem na esperança de mandá-lo de volta
Quando terminam o barulho cessa e eles se acalmam, Jack abraça Sarah que agora está mais calma.
Se passaram duas semanas e mais nada de anormal aconteciam, eles tentavam esquecer tudo mais as lembranças boas dos amigos mortos estavam vivas em seus corações.
Em uma noite quando Daniel voltava da casa de Jack ele se sentia aliviado, mesmo com a lembrança de Bianca em sua cabeça, bem ninguém sabia mais ele gostava dela em segredo mesmo sabendo que ela tinha namorado que inclusive era seu amigo! Quando chegou em casa, ele só queria tomar logo um banho e cair na cama, foi até a cozinha e preparou um sanduíche, depois subiu pro seu quarto.
Assim que chegou foi pro banheiro, seus passos são interrompidos bruscamente quando ele se depara com uma mensagem escrita no espelho com sangue, estava escrito a seguinte mensagem:
"EU VOLTEI E ESTOU MAIS BRAVO AINDA" Daniel petrifica na porta, uma onda de medo e tortura lhe invade de novo ele percebe que o pesadelo ainda não acabou, ele tenta correr mais a porta do banheiro se fecha violentamente o deixando trancado
Ele olha para todos os lados ― O QUE VOCÊ QUERRRRRR??
Ele olho pro espelho e umas palavras são escrita enquanto as luzes piscam inconstantemente
" APENAS BRINCAR"
Daniel é arremessado com toda violência sobre a parede do banheiro, ele sente seus ossos do corpo serem quebrados um a um, ele grita de dor mais parece que ninguém o escuta
Seu corpo vai se dobrando violentamente fazendo a espinha de suas costas se quebrar ao meio, e ele dá seu ultimo sopro de vida, sua boca escorrega sangue e seus olhos ficam brancos...
Nessa mesma noite, Sarah conversa com Jack pela webcam
― como você ta? Jack pergunta pra ela
― bem, um pouco assustada, sei lá as vezes me sinto como se estivesse sendo vigiada, e ainda mais agora com meu pai viajando eu fico tão assustada aqui, será que pode vir pra cá não quero ficar só!
― claro. Ele sorri e em um segundo rápido ele vê uma sombra passar entre a porta ― você ta mais quem?
― ninguém porque?
― por nada, eu to chegando tchau! Ele sai e se arruma pra ir a casa de Sarah ele mal pode esperar hoje é dia de confessar seu interesse por ela. Ele pega seu carro e sai até a casa dela. Ao chegar percebe que a porta de entrada está aberta, ele entra e tudo está em mais perfeito silencio
― Sarah?
Ele sobe as escadas, e vai em direção ao quarto dela, ele para um instante e se assusta ao ver uma enorme poça de sangue saindo do quarto dela, seu coração se acelera ao abrir a porta, ele se ajoelha e chora como um bebe recém nascido, sua expressão de horror o deixa transtornado, a imagem de Sarah nua pendurada pelos pés de cabeça para baixo, e aberta igual a um porco suas tripas estavam de fora, e seus olhos tinham sido arrancados seu rosto com um grande corte e sua pele estava roxa, era uma imagem muito forte que ficaria em sua cabeça até nos seus pouco tempo de vida, ele olha e vê um papel no chão, ele abre o mesmo e mais uma mensagem que diz: " AGORA SÓ FALTA VOCÊEE" escrito com o sangue de Sarah, ele sai do quarto quase caindo lá embaixo das escadas...
....
3 ANOS DEPOIS...
A enfermeira Margarett entra com uma bandeja que contem alguns remédios tranqüilizantes...
― muito bem, vamos tomar mais um pouco de remédio, Jack? É assim que se chama não é? Depois de tantos anos ainda não consigo lembrar seu nome! Ela preparar a injeção
Jack está olhando a paisagem, de costa para a enfermeira (apenas seu sorriso) ― é realmente esse nome é um pouco difícil de se lembrar toda hora, mais...Eu prefiro que me chame apenas pelo meu apelido. Sua voz é fria
― e qual seria esse apelido?
― PAIN... mais se preferir me chame de dor!!! Em um ato rápido Jack atinge a garganta da enfermeira a deixando sem vida sobre o chão. Ele passa sua língua sobre a faca, e pego uma roupa de enfermeiro, caminhando pelos corredores do manicômio girando a chave do quarto e assobiando tomando rumo ignorado.
THE END...
(Conto postado no Spirit também)



Para compartilhar nas redes sociais, clique aqui:

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Comentários   

0 # Chase 16-07-2017 01:36
Hi guys! Who wants to meet me? I have profile
at HotBabesCams.co m, we can chat, you can watch me live for
free, my nickname is Anemonalove: https://3.bp.blogspot.com/-u5pGYuGNsSo/WVixiO8RBUI/AAAAAAAAAFA/JWa2LHHFI2AkHParQa3fwwHhVijolmq8QCLcBGAs/s1600/hottest%2Bwebcam%2Bgirl%2B-%2BAnemonalove.jpg , here is my photo:

https://3.bp.blogspot.com/-u5pGYuGNsSo/WVixiO8RBUI/AAAAAAAAAFA/JWa2LHHFI2AkHParQa3fwwHhVijolmq8QCLcBGAs/s1600/hottest%2Bwebcam%2Bgirl%2B-%2BAnemonalove.jpg
Responder | Reportar ao administrador

© Contos de Terror - Letras de Sangue | Design by: LernVid.com