Bebendo com o Diabo

1 1 1 1 1 Rating 3.00 (1 Vote)


Para compartilhar nas redes sociais, clique aqui:

A lua revelando seu brilho durante a noite de inverno, festa na praia, mas não havia ninguém. Ouvia vozes por todos os lados, mas não a nada ao horizonte.

Chorando por algo que não teve, orando por ajuda. Mas nada vinha do horizonte.

Abrindo uma garrafa de vinho, chorando por algo que não teve.

Pedindo a deus ajuda, mas nada vinha ao horizonte. Mas a direita avistava uma fogueira.

Nela se via pessoas e alegria, pecados sem medo, amor do mesmo sexo sem preconceito.

Com a garrafa de vinho jogou as orações para o alto e foi beber com o diabo.

Desejava um amor sem preconceito, orava para esse dia chegar, mas tudo que via era dor e abandono!

Anjos belos e bons, aonde eles foram? Eles não passavam de contos de fadas.

E então ela foi beber com o diabo! Havia uma fogueira com pessoas felizes sem medo e pecado.

Lá ela encontrou seu amor! Era um sonho trazido pelo mar amante, então ela foi beber com o diabo. E nunca mais voltou!

-Lucas Pinheiro.



Para compartilhar nas redes sociais, clique aqui:

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Comentários   

0 # jaqueline 23-09-2016 11:24
mt bom mais e mt curto eu gostei e tbm e,Lucas vc esta de parabens mt bom sua poemas
Responder | Reportar ao administrador
0 # jessica 30-11--0001 00:00
e muito assustador
:-x
Responder | Reportar ao administrador
0 # Aysha Taylor 30-11--0001 00:00
Não entendi! Nem da medo.
Responder | Reportar ao administrador

© Contos de Terror - Letras de Sangue | Design by: LernVid.com