Escrevendo Em Letras De Sangue

1 1 1 1 1 Rating 0.00 (0 Votes)


Para compartilhar nas redes sociais, clique aqui:

Stephen_Covey_2010

 

Dedicado à memória de Stephen R. Covey, falecido em 16/07/2012.

Covey foi um Mestre na arte de ensinar mestres a criar novos mestres.

 

 

Saudações, fãs do terror e do suspense! Respirem fundo; este post vai ser longo...

 

1 - Celebrando. E entendendo como tudo começou...

 

Em 31 de agosto de 2012 completaram-se três anos que eu publiquei meu primeiro conto: A Estranha. Por isso este post, por isso a edição de aniversário do conto. Pra que vocês possam entender porque estou tão feliz, é preciso entender como estava minha vida naquela época.

Há três anos atrás, eu estava num período horrível da minha vida: meu casamento havia terminado; eu estava desempregado - e fiquei quase um ano e meio nessa situação; meus pais estavam doentes - e vieram a falecer algum tempo depois; para completar, até um dos meus gatos morreu. Nessa época, eu lutava desesperadamente para arranjar um novo emprego e mais desesperadamente ainda para não entrar em depressão.

Teve um dia em que tudo que eu queria era alguma coisa para passar o tempo sem gastar dinheiro, porque eu estava sem nenhum centavo. Comecei a procurar algo para ler na internet. A internet era a única despesa que ainda me permitia manter por precisar dela pra procurar emprego e enviar currículos. Foi quando me deparei com um site onde se podia ler e também publicar textos gratuitamente.

Meu natural interesse por terror e suspense me levou à sessão de contos de terror. Li muitos: alguns muito bons, alguns medíocres e outros... bom, deixa pra lá.

Comecei a pensar em que categoria eu me encaixaria se resolvesse escrever um conto. Afinal, eu só tirava dez em redação e passei boa parte da minha vida profissional escrevendo e sendo elogiado por isso. Será que eu me sairia bem escrevendo algo que não fossem documentos técnicos? Felizmente, o retorno que obtive dos leitores sempre foi muito positivo.

Não demorou muito tempo até que eu começasse a ficar insatisfeito com a falta de recursos do site onde eu publicava meus contos e me perguntasse se era muito difícil fazer um site.

Grande parte da minha inspiração para deixar de imaginar como seria legal fazer um site de terror e suspense e realmente criar o Letras de Sangue, veio de uma história que li e que mexeu muito comigo. Não estou falando de Drácula, nem de Frankenstein ou das obras de Neil Gaiman ou Clive Barker. Veio de um livro de um certo Stephen. Mas não o King.

 

2 - O Oitavo Hábito

 

O_Oitavo_HabitoOs_Sete_HabitosO livro que me trouxe esta inspiração foi "O Oitavo Hábito," de Stephen R. Covey, o mesmo autor de "Os Sete Hábitos Das Pessoas Altamente Eficazes ". Nele, Covey falava sobre a importância de encontrarmos nossas vozes interiores e ajudarmos as pessoas a encontrarem e expressarem as delas. E a história que ele usou para ilustrar essa questão foi a de como Muhammed Yunus, um economista e professor de economia de Bangladesh que, sensibiliazado com a miséria crônica em seu país, criou um banco dedicado apenas a fazer empréstimos para as pessoas carentes e ajudou milhares delas a construir uma vida mais digna. Por essa iniciativa, Muhammed Yunus recebeu o Prêmio Nobel da Paz em 2006.

O que esta bela história tem a ver com um site de contos de terror e suspense? Muito, ainda que numa escala extremamente mais modesta.

 

3 - A Minha Voz Interior (E A De Todos Que Publicam No LdS)

 

Quando descobri que poderia escrever uma história de terror minimamente decente, eu poderia ter optado por criar um blog para publicar meus textos e correr atrás de divulgá-lo, como assim o fazem a maioria dos escritores que conheço. Mas, depois de ler uma história como a de Muhammed Yunus, eu achei que isto seria muito pouco.

Eu havia descoberto minha voz interior, como dizia Stephen Coven em seu livro. Mas ele dizia mais: era necessário também ajudar os outros a encontrarem e expressarem suas vozes interiores. No começo, muitas pessoas torceram o nariz para minha iniciativa. "Por que histórias de terror?" - perguntavam. Alguns amigos evangélicos chegaram a ficar escandalizados comigo.

Mas foi um amigo de longa data (Oi, Vanderlei!) quem me animou a continuar. Quando contei a ele minha idéia de criar o LdS, ele disse que me admirava, porque eu estava dando espaço para que as pessoas pudessem expressar coisas que não poderiam expressar de outra forma. Fantasmas e demônios do dia-a-dia que poderiam consumí-las por dentro. Coisas ruins que elas poderiam exorcizar, ou ao menos administrar, expressando-as através de seus textos.

 

4 - "Para O Infinito E Além!" (Ou "Para O Alto E Avante!", se você prefere algo mais clássico)

 

Hoje, passados três anos, o balanço é consideravelmente diferente. Estou trabalhando - e num horário que me permite manter o LdS sem precisar peder horas de sono - estou "com os carnês em dia", meus gatos estão muito bem, obrigado.

O Letras deixou de ser um sonho e virou realidade. Ainda não está do jeito que eu quero, mas com certeza está muito melhor do que antes. Mudamos de provedor, o que fez o site ficar mais rápido pra carregar. O visual também mudou muito, anos-luz à frente do visual original.

Estamos trabalhando duro na divulgação do site, especialmente nas mídias sociais: temos uma fan page no Facebook, nossa conta no Twitter, um perfil no Skoob. Sem falar nos canais no Scribd e no YouTube, para os quais estamos preparando um conteúdo todo especial. Ainda no terreno das mídias sociais, autores e leitores tem a possibilidade de compartilhar um texto que tenham gostado em mais de trezentas mídias sociais diferentes, através dos botões que você encontra no início e no final de cada texto.

Ando estudando muito para melhorar minhas habilidades de programação. Espero ter mais mudanças pra anunciar até o final deste ano.

Este mês também apresentamos o nosso primeiro mês temático e o assunto foi lobisomem. Pra que serve um mês temático? Para dar destaque a um determinado assunto e, ao fazê-lo, ajudar a divulgar textos e autores junto aos leitores e o site como um todo junto aos mecanismos de busca (leia-se Google, Yahoo e Bing).

Continuem conosco. A estrada a frente é sinuosa, escura, coberta pela névoa e o único som que se ouve é o uivo dos lobos para a lua cheia.

Mas é exatamente assim que a gente gosta!

 

 

Um BIG abraço e bons pesadelos!

 

 

Crédito pela foto de Stephen Covey: ABRAS2010

 

 

 



Para compartilhar nas redes sociais, clique aqui:

Adicionar comentário

Código de segurança
Atualizar

Comentários   

0 # Amanda 30-11--0001 00:00
Parabéns pelo site, continue assim e muito sucesso!
Responder | Reportar ao administrador
0 # Edson Tomaz da Silva 30-11--0001 00:00
Muito obrigado, Amanda!
Responder | Reportar ao administrador

© Contos de Terror - Letras de Sangue | Design by: LernVid.com